Sindireceita lança documentário “Dois pra lá, dois pra cá” em prol da valorização da originalidade no País

Sindireceita lançou, em Manaus, o documentário “Dois pra lá, dois pra cá – 100 anos de história”

Sindireceita lançou, em Manaus, o documentário “Dois pra lá, dois pra cá – 100 anos de história”

Foi lançando no último sábado, dia 06 de abril, no CineMais do Shopping Millenium, em Manaus/AM, o documentário “Dois pra lá, dois pra cá – 100 anos de história”. A produção realizada pelo Sindireceita integra as ações da campanha “Pirata: tô fora! Viva a Originalidade” e tem por objetivo mostrar que ao valorizar as ideias, os produtos, as músicas, o artesanato e as manifestações culturais toda a sociedade será beneficiada. “É necessário reforçar as ações em favor da cultura brasileira, da educação e da valorização de nossa originalidade. É por acreditar que valorizando a cultura teremos cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres que o Sindireceita produziu este documentário sobre a história dos Bois de Parintins”, explicou Moisés Hoyos, diretor do Sindireceita.

O diretor do Sindireceita, Moisés Hoyos, disse que as ações da Entidade tem o objetivo de disseminar a ideia de valorização do original, que representa a essência do esforço antipirataria

O diretor do Sindireceita, Moisés Hoyos, disse que as ações da Entidade tem o objetivo de disseminar a ideia de valorização do original, que representa a essência do esforço antipirataria

Foi por representar a cultura do povo do Amazonas e também por ser uma festa reconhecida internacionalmente por sua originalidade que o Sindireceita escolheu apresentar o Festival Folclórico de Parintins e a disputa entre os Bois em seu documentário. “Dois pra lá, dois pra cá” apresenta a origem do boi-bumbá em Parintins, a criação dos bois Caprichoso e Garantido e a rivalidade e a paixão do povo pelo seu boi. As histórias contadas revelam a magia desta manifestação cultural que estimula o imaginário da população e valoriza a cultura, o folclore, a música, os artistas e o artesanato brasileiro.

O lançamento do documentário mobilizou artistas, jornalistas, formadores de opinião, Analistas-Tributários e a torcida dos Bois Garantido e Caprichoso

O lançamento do documentário mobilizou artistas, jornalistas, formadores de opinião, Analistas-Tributários e a torcida dos Bois Garantido e Caprichoso

“Existem diversas questões culturais que precisam ser trabalhadas, a Educação Fiscal, por exemplo, precisa ser incentivada nas escolas e na sociedade com um todo para uma mudança efetiva da realidade do País”, destacou Moisés Hoyos. Segundo o diretor do Sindireceita, a Educação Fiscal é uma das principais bandeiras da Entidade, pois é um processo que visa à construção de uma consciência voltada ao exercício da cidadania. “O tributo é um instrumento que pode e deve ser utilizado para promover as mudanças e reduzir as desigualdades sociais. Queremos propiciar a participação do cidadão no funcionamento e no aperfeiçoamento dos instrumentos de controles social e fiscal do Estado”, disse.

Também prestigiaram o lançamento o subsecretário municipal do Trabalho e o coordenador do Programa de Educação Fiscal de Manaus

Também prestigiaram o lançamento o subsecretário municipal do Trabalho e o coordenador do Programa de Educação Fiscal de Manaus

O lançamento do documentário além de ter mobilizado artistas, jornalistas, formadores de opinião, Analistas-Tributários e a torcida dos Bois Garantido e Caprichoso para a valorização da cultura brasileira e da originalidade, também mobilizou o subsecretário municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social da Prefeitura de Manaus e diretor-presidente da Força Sindical no Estado do Amazonas, Vicente Filizzola; e o coordenador do Programa de Educação Fiscal do Amazonas, Augusto Bernardo Cecílio.

“Este documentário é também uma homenagem e um reconhecimento do Sindireceita e dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil a todos aqueles que transformaram o Festival Folclórico de Parintins em uma das mais ricas e belas demonstrações do poder criativo do povo brasileiro”, destacou Moisés Hoyos. O diretor do Sindicato afirmou ainda que a campanha nasceu justamente da percepção dos ATRFB’s que lutam nas fronteiras, portos e aeroportos contra a entrada de produtos contrabandeados, piratas, armas e drogas que infelizmente continuam a chegar no País. “As ações do Sindireceita também tem por objetivo difundir a mensagem “Viva a Originalidade”, pois, disseminando a ideia de valorização do original, que representa a essência do esforço antipirataria, trazemos como consequência direta a valorização da cultura local”.

Os interessados podem solicitar cópias do documentário “Dois pra lá, dois pra cá – 100 anos de história” e exibi-lo livremente em escolas, cineclubes e demais locais. O filme também está disponível no canal da TV Sindireceita no youtube e pode ser assistido e compartilhado pelas redes sociais

Mídia

O diretor do Sindireceita explicou à imprensa sobre o caráter cidadão da Entidade que, por meio da campanha, tem mostrado os riscos e prejuízos que a pirataria gera ao País

O diretor do Sindireceita explicou à imprensa sobre o caráter cidadão da Entidade que, por meio da campanha, tem mostrado os riscos e prejuízos que a pirataria gera ao País

A imprensa divulgou nas mídias locais notícias sobre o lançamento do documentário “Dois pra lá, dois pra cá”. A iniciativa do Sindireceita que promove a campanha “Pirata: tô fora! Viva a Originalidade”, em parceria com o Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra Propriedade Intelectual (CNCP), do Ministério da Justiça, também recebeu ampla cobertura da imprensa. Na oportunidade, o diretor do Sindireceita, Moisés Hoyos, concedeu entrevista ao Amazonas em Tempo, a TV A Crítica da Record e ao Clik na Balada.

Hoyos explicou à imprensa sobre o caráter cidadão do Sindireceita que, por meio da campanha, tem mostrado os riscos e prejuízos que a pirataria gera para a sociedade e para o País. “Fazemos uma ação de cidadania. A Campanha visa conscientizar as pessoas de que os produtos piratas e contrabandeados geram prejuízos para a economia do país por não recolherem impostos, afetarem a criação de empregos formais e promoverem a concorrência desleal. Além disso, as vendas de medicamentos falsificados, de brinquedos sem a anuência do Inmetro e de outros produtos que não possuem controle de qualidade prejudicam a saúde da população. Para combater todos esses problemas precisamos que a sociedade tenha consciência dos prejuízos da pirataria e do contrabando”. É com esse objetivo que o Sindireceita investe na campanha “Pirata: tô fora!“, destacou.

Veja as reportagens que foram divulgadas:

CBN – “Garantido e Caprichoso são temas de campanha antipirataria”

Jornal aCrítica – “Bumbás em audiovisual: bois Garantido e Caprichoso ganham documentário”

Ecofinanças – “Sindireceita lança documentário para combater pirataria”

Procasa – “Bumbás em audiovisual: bois Garantido e Caprichoso ganham documentário”

Toada Hits – “Lançamento do documentário ‘Dois pra lá, dois pra cá’”

Rádio Difusora – “Sindireceita homenageia Caprichoso e Garantido no combate a Pirataria”

Jornal Amazonas em tempo – “Sindireceita lança documentário para combater pirataria”

Meio Norte – “Sindireceita lança documentário para reforçar campanha contra pirataria”

Procasa – “Garantido e Caprichoso são temas de campanha antipirataria”

Amazonas Notícia – “Campanha “Pirata: Tô fora!” do Sindireceita lança documentário “Dois pra lá, Dois pra cá” em homenagem aos Bois de Parintins”

Passei Aki – “Garantido e Caprichoso são temas de campanha antipirataria”

Porta Amazônia – “Bois-Bumbás ganham documentário sobre cem anos de história no Amazonas”

Rádio Toada – “Garantido e Caprichoso são temas de campanha antipirataria”

Movimento Marujada – “Lançamento do documentário “Dois pra lá, dois pra cá” – 100 anos de histórias”

Jornal da Ilha– “Garantido e Caprichoso são temas de campanha antipirataria”

Jornal aCrítica – “Garantido e Caprichoso são temas de campanha antipirataria”

Pirataria: Crimes delitos – “Garantido e Caprichoso são temas de campanha antipirataria”

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *