O mundo dá voltas

O GLOBO
16/03 

Sean Parker, o jovem empreendedor americano que, em 1999, abalou a indústria fonográfica ao criar o Napster.com, agora pode se tornar dono da gravadora Warner, uma das empresas que ajudou a detonar com seu site, que facilitava a PIRATARIA de arquivos musicais. Reportagem do site “All Things Digital” publicada ontem informa que Parker está alinhado com os investidores Ron Burkle e Doug Teitelbaum para fazer um lance de compra pela gravadora Warner Music, à venda desde janeiro. De acordo com a matéria, Parker não participa formalmente da proposta (o que sugere que sua participação seria bem menor que a dos outros sócios), mas seu interesse ficou claro em carta enviada por Burkle e Teitelbaum aos donos da Warner, cujo preço deverá ficar acima dos US$2,5 bilhões. 

A fortuna de Parker não chega perto disso, mas somou a respeitável cifra de US$1,6 bilhão – graças à sua participação no Facebook – e foi digna de um lugar na recente lista de bilionários da revista “Forbes”. Além do Napster (que foi alvo de inúmeros processos de bandas e gravadoras), o investidor de 31 anos de idade também é consultor de um outro site de consumo de música que ainda não é consenso entre a indústria fonográfica americana: o Spotify, sucesso na Europa e que tenta vencer a desconfiança da Universal e da própria Warner para chegar aos EUA.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *